Volver a Vieiros

Padre, confesso ter pecado...

Enviado por suso o día 13.03.2009

-Padre, confesso ter pecado contra o sexto...
-Filha, devemos resistir os embates da concupiscência...es casada?
-Sou, mas pequei cum desconhecido...foi no río; com este calor de Julho eu tirara as roupas e andava a refrescar-me, núa; ele apareceu, alto, guapo, viril...tomou-me apenas sem palavras...seu abraço era forte, seus beijos, apaixonados; é homem feito mas havia nele uma urgência adolescente, como se nunca antes estivesse com uma mulher; eu virei tola... guiei as suas mãos inexpertas, a sua boca torpe, polo meu corpo, Deus me perdõe, gozei como nunca gozara com homem ou mulher...
-Jesus...!
-Nem o seu nome sei, eu disse-lhe o meu, mas ele fugiu...
-Marta...??!!


3.01/5 (92 votos)

bases ferve a rede

premios ferve a rede

Acceso

Se non estás rexistrado/a, faino aquí.